O maior sonho de toda mulher, ser mãe

11/03/2014 21:21
Sou membro da Igreja de Nova Vida de Guapimirim, por mais ou menos 11 anos. Com 2 anos de casados, eu e meu marido decidimos que já estava na hora de termos um filho. Achei que era só parar o remédio que logo estaria grávida. Passaram-se meses, anos de espera e decepções.
 
Até que Deus colocou em meu caminho um médico que seria o instrumento usado por Ele para me abençoar. Fiz vários exames, até descobrir que minhas trompas estavam coladas e para resolver este problema, eu teria que passar por uma cirurgia, que acabou se complicando, pois na hora da operação o médico descobriu que estava com uma doença chamada “endometriose” e os meus órgãos estavam colando uns nos outros.
 
A operação que era para durar 1 hora durou 4 horas. As coisas se complicaram e nesse momento eu estive no vale da sombra da morte, mas Deus foi misericordioso comigo. Após a operação comecei um tratamento com umas injeções que custavam mais de 500 reais cada uma, Deus nos abençoou com todas, não comprei nenhuma. Passando este tratamento fui fazer um exame para saber o resultado da operação, constatou-se aí que uma das trompas estava furada. Fiquei muito triste. Mas Deus quando quer fazer um milagre às vezes deixa umas dificuldades para o milagre ser maior.
 
Como no caso de Lázaro, Ele poderia ter evitado a morte de Lázaro, mas o milagre não seria tão grande como a sua ressurreição. Eu não costumava pedir para Deus um filho, eu pedia que Ele fizesse de acordo com sua vontade, e que eu aceitasse esta vontade.
 
Em outubro minha regra não veio, fui fazer um exame de gravidez só para alívio de consciência, pois iria recomeçar os exames e o tratamento. O exame deu positivo, mas mesmo assim duvidei, fiquei com medo de acreditar. Quando fui ao médico, ele me examinou, disse que eu estava grávida, mas por incrível que pareça ele não ficou feliz, pensou talvez que o bebê não vingaria. Mas eu não quis nem saber, saí dali nas nuvens, muito feliz e agradecida a Deus.
 
Fui direto para uma clínica fazer um ultra-som e constatei que tudo ia bem com meu bebê. Ao levar meu filho para o médico conhecer, ele disse que ali estava um verdadeiro milagre de Deus, pois do jeito que estava a minha barriga, seria muito difícil eu engravidar. O próprio médico duvidava que eu pudesse engravidar. Mas como está na Bíblia, não cai uma folha da árvore se Deus não quiser, aprouve a Ele me conceder uma das maiores alegrias que já tive em minha vida.
 
Eu não me canso de agradecer... Para esta benção acontecer foram muitas as orações. Sempre que eu ia às consagrações, as diaconisas oravam a minha barriga e pediam a Deus que abençoasse o meu ventre, várias pessoas oravam por mim, e é por isto que eu digo que este bebê não é só meu, pois ele foi concebido através da oração de muitos irmãos... meu filho hoje está com 3 anos e é a criança mais carinhosa que conheço.
 
Dalvely Marchareth de Faria Machado

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Novidades

14/02/2017 18:00
Segue abaixo o cartaz do Congresso de Homens 2017 (caso deseje baixá-lo em PDF, clique aqui)
11/01/2017 09:12
Estão abertas as inscrições às 40 vagas do Curso de Formação Ministerial (limitadas ao sexo...
10/11/2016 11:44
Relatório da reunião do Conselho em 08/11/2016 Após o período de louvor, o Bp. Miguel Incutto...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>