A singularidade de Cristo

12/11/2009 00:00
Colossenses 1:13-23- “Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados. Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus. E a vós outros também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas, agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis, se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes e que foi pregado a toda criatura debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, me tornei ministro”.
 
Ao falarmos sobre Jesus temos toda a Bíblia apontando para ele. Em torno de trezentas profecias, na palavra, sobre Cristo. Mas, é preciso entender o propósito de sua manifestação em carne para então entender os valores Espirituais d’Ele, como Deus-homem.
 
 
 
No Gênesis fala de Cristo, na criação do homem, quando diz: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. (Gn.1.26). 
 
E no Evangelho de João, cap. 1. ”No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela....
 
... O Verbo estava no mundo, o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai”.
 
Ao se cumprir a plenitude dos tempos, pela vontade e determinação divina, nasce o Senhor Jesus Cristo, de forma estranha e única no planeta. Isto foi revelado primeiramente a mãe, depois o pai adotivo –José – depois a três pastores, que estudavam também as estrelas: O evangelista Mateus narra esse fato, assim:
 
 
 
MT.2. 1-12 ”Tendo Jesus nascido em Belém da Judéia, em dias do rei Herodes, eis que vieram uns magos do Oriente a Jerusalém. E perguntavam: Onde está o recém-nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela no Oriente e viemos para adorá-lo. Tendo ouvido isso, alarmou-se o rei Herodes, e, com ele, toda a Jerusalém; então, convocando todos os principais sacerdotes e escribas do povo, indagava deles onde o Cristo deveria nascer. Em Belém da Judéia, responderam eles, porque assim está escrito por intermédio do profeta:
 
E tu, Belém, terra de Judá, não és de modo algum a menor entre as principais de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar a meu povo, Israel.
 
Com isto, Herodes, tendo chamado secretamente os magos, inquiriu deles com precisão quanto ao tempo em que a estrela aparecera. E, enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide informar-vos cuidadosamente a respeito do menino; e, quando o tiverdes encontrado, avisai-me, para eu também ir adorá-lo. Depois de ouvirem o rei, partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente os precedia, até que, chegando, parou sobre onde estava o menino.
 
E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra. Sendo por divina advertência prevenidos em sonho para não voltarem à presença de Herodes, regressaram por outro caminho a sua terra.
 
Alarmado com a notícia, Herodes, governador da Judéia, manda chamar os sábios de Israel para lhe prestar esclarecimento sobre esse fato e dizer se é verdade que Israel espera um rei, esse tal messias, e onde ele estaria. –não existe na história, que alguém tenha tido tanto medo de uma criança recém-nascida, como essa. Satanás havia possuído Herodes.
 
Ainda hoje o diabo tem pavor dos cristãos atuantes. Pois ele não sabe a hora que você vai destruir a obra dele, usando a autoridade do nome de Jesus.
 
A profecia citada está em Miquéias. 5.2 “E tu, Belém-Efrata, pequena demais para figurar como grupo de milhares de Judá, de ti me sairá o que há de reinar em Israel, e cujas origens são desde os tempos antigos, desde os dias da eternidade.”
Este é um pequeno resumo da introdução da sua história singular.
4. O Propósito principal, que somente o filho de Deus poderia realizar.
 
Mas, ele veio para salvar, restaurar a criatura de Deus, e levar essa criatura à presença do Pai. Promover a reconciliação da criatura com o seu Criador.
 
O que Cristo pode Fazer:
 
O Senhor Pode fazer para o homem o que ninguém jamais poderá fazer:
Primeiro: Ele pode perdoar os pecados do homem. O mais infeliz pecador, com todos os seus pecados, no momento que se arrepende e confessa o nome do Senhor Jesus como Senhor e salvador da sua vida. Esse é o propósito principal do Senhor!
 
-A Bíblia diz que Deus é Santo e o homem é pecador. Há um grande abismo entre os dois e o homem não pode atravessar esse abismo. A Bíblia diz que todos pecaram e carecem da glória de Deus e que o salário do pecado é a morte – separação eterna de Deus, mas diz, ainda, que o dom gratuito de Deus é a vida eterna por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor. 
 
O homem não pode por si próprio atravessar esse abismo, para encontrar-se com Deus. A ligação entre Deus e o homem pecador, é Jesus Cristo. (Jo.3.16)
 
{mospagebreak}
 
- Mas, o que é pecado? – pecar não é necessariamente, roubar, matar, praticar imoralidade.
 
Então, o que é pecado? - pecado é uma atitude! É pecado seguirmos o nosso próprio caminho. Pecado é sermos independente de Deus e vivermos no centro da nossa vontade. A nossa vontade leva para o caminho largo onde as trevas governam. Pecado é uma falta de relacionamento com Deus por não se submeter ao sacrifício de Cristo como suficiente para nos salvar. Isto é pecado! – Jesus Cristo é o único que pode perdoar pecados. Porque foi o único que morreu e ressuscitou para salvar o pecador.
 
Segundo: Somente Jesus pode dar sentido à vida! (ilustração: Raquel de Queiroz) Numa das entrevistas de Raquel de Queiroz, ela diz que não tinha fé, não acreditava em nada, nem em Deus. E que isso era muito triste! Gostaria muito de ter fé, mas não conseguia. Foi muito amigo do padre Cícero, em Juazeiro do Norte, mas não cria em religião. Foi amiga de muitas pessoas religiosas e que admirava muito a fé dos outros. Seu conselho era para que quem tem um pouquinho de fé fizesse tudo para conservar e aumentar essa fé, pois quem não tem fé é muito infeliz. “É muito triste não ter fé” –
 
Palavras de Raquel de Queiroz. Fé é um dom do Espírito Santo. Quem crê em Jesus e recebe o seu sacrifício como perdão dos pecados, recebe o Espírito Santo e desfruta das virtudes e dons que ele tem para a igreja.
 
Terceiro: Só Jesus pode dar paz a um coração atribulado. Ele disse “deixo-vos a paz, a minha paz vos dou..." (Jo. 14-27). Muitos tem tudo que quer. Não lhes faltam bens materiais. Tem o que precisa e o que quer. Mas, não tem paz. A posse do perdão dos pecados traz paz, a paz da salvação. Mas é o Espírito Santo quem ministra essa paz no coração do homem. A paz de Jesus é ministrada em nosso coração pelo Espírito Santo.
 
Quarto: Somente em Jesus há poder. No seu nome, no seu Espírito Santo, no seu sangue. Na pessoa de Jesus e em tudo que se refere ao Senhor, há poder!
 
Ele prometeu o Espírito Santo aos que crêem: Atos 1.8. e 2:1-4.
 
Finalmente; O que o Senhor Jesus representa para você?
 
Ele é um profeta, uma Inteligência fenomenal?
Ou ele é o filho do Deus Vivo Criador de todas as coisas?
Jesus deseja que o conheçamos. E deseja manter conosco uma íntima comunhão. Ele perdoou os nossos pecados e nos convida para, diariamente, compartilhar das suas alegrias e das nossas lutas e limitações.
Não nos conformamos apenas com a informação, mas, com a aplicação do ensino à nossa vida.
Entender que a igreja é o corpo de Cristo que esta dando vida ao mundo, é fundamental e atende o propósito da pregação do Evangelho no mundo.
Cada Cristão faz parte, deste corpo, como membro vivo e ativo, ou seja, produtivo.
Vamos viver essa verdade e esse mistério revelado.
Ponha sua vida, sua família, seus bens e cuidados, tudo, nas mãos do Senhor Jesus. Ele é capaz de salvar a sua vida e a sua casa, e os conduzir à Presença de Deus Pai.
Até o próximo encontro. 
 
Bispo Antônio Costa.

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Novidades

14/02/2017 18:00
Segue abaixo o cartaz do Congresso de Homens 2017 (caso deseje baixá-lo em PDF, clique aqui)
11/01/2017 09:12
Estão abertas as inscrições às 40 vagas do Curso de Formação Ministerial (limitadas ao sexo...
10/11/2016 11:44
Relatório da reunião do Conselho em 08/11/2016 Após o período de louvor, o Bp. Miguel Incutto...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>