Congresso de Homens 2011

Rio de Janeiro 
Igreja de Nova Vida de Olaria
18 de junho de 2011

 

No dia 18 de junho de 2011 na igreja Nova Vida de Olaria aconteceu a 7ª edição do Congresso de Homens. Neste ano o tema do foi "Seja Forte, Seja Homem". Com mais 1.245 inscritos, o evento foi um mover de Deus no meio dos sacerdotes da igreja.
 
O bipos Miguel Incutto abriu o congresso com a passagem bíblica deste tema. 1Rs 2.2, 3 e 4. Seguiu-se o momento do louvor, conduzido pelo ministério de louvor da Nova Vida de Juiz de Fora, com as vozes de mais de mil homens entoando um lindo coral em adoração ao “Reis dos Reis”, nosso Senhor Jesus Cristo.
 
Palesta Bp. Moacyr Oliveira
 
O primeiro preletor do congresso foi o bispo Moacyr Oliveira, com o tema da palavra: “Ministério Forte”. O bispo falou de 2 líderes e 4 profetas levantados por Deus, mas que fracassaram. Os dois líderes foram: Moisés e Josué e os quatro profetas: Isaías, Jeremias, Ezequiel e Daniel. Todos estes homens citados tiveram alguma desculpa quando foram chamados por Deus.
 
Josué, num primeiro instante, foi forte e teve várias conquistas, mas por causa de um homem em seu ministério, Acã, ele fracassou. Isaías disse a Deus que era homem de lábios impuros. Jeremias justificou dizendo não saber falar e que era como criança. Ezequiel, quando Deus o chamou caiu com o rosto ao chão.
 
A palavra chave desta ministração foi o texto bíblico de Daniel, capítulo 10. Ele foi levado ao cativeiro babilônico e começou seu ministério, aproximadamente aos 86 anos, ao sair da Babilônia. Ele interpretava os sonhos do rei e, no entanto, fora da Babilônia entrou em crise e precisou de um anjo para ajudar a interpretar as visões que Deus o daria (Dn 8.16)
 
Bp. Moacyr concluiu mostrando que todos nós temos uma missão. Todos estamos na condição do “Ide”. Temos que ter instruções para nosso ministério, não podemos deixar as coisas de Deus de lado. Como exemplo temos Daniel que ao se preocupar mais com as coisas do rei, fracassou. Nesta primeira palestrar Deus estava preparado para levantar homens e os fortalecer. Seja forte e não tenha medo. Quem é covarde não tem ministério.
 
Palesta Bp. Robson Pereira
 
 
Após um intervalo de 15 minutos para lanche, iniciou-se a segunda palestra com bispo Robson Pereira com o tema “Deus quer mudar coisas na sua vida”. O bispo começou compartilhando que é preciso ter um despertar para o foco do tema, muitos homens ali não estavam entendendo isso. O inimigo vem de forma sorrateira tentando nos destruir. O diabo tenta descaracterizar o homem do fato dele ser a imagem e semelhança de Deus. E o que temos visto são homens transformando-se naquilo que Deus não quer.
 
A sociedade começou a mudar com alguns movimentos sociais. Aliás, as mulheres na busca dos direitos iguais começaram a assumir o papel do homem na sociedade. Todos os movimentos tiveram algum lado positivo.
 
Movimento Hipie
 
Esse movimento atingiu muito a relação pais e filhos. Filhos sendo incompatíveis a ter um relacionamento. Pregando sexo livre, festival de rock com consumação de drogas. Isso é uma descaracterização. Esse movimento começou na década de 60/70 e, atualmente, eles vêm crescendo mais e mais, assumido lugares altos na sociedade: empresários, políticos, etc.
 
Movimento Homossexual
 
Eles querem aprovar leis e direitos que estão indo contra a própria Constituição Brasileira. Homens cristãos precisam estabelecer sua essência com Deus, voltar para a sua palavra e leituras de edificação.
 
Preparem-se, pois este movimento quer destruir sua família!
 
Robson, prosseguiu dizendo que temos princípios estabelecidos por Deus, e quando perdemos a função original, perdemos nossa característica, ou vice-versa. Muitos homens não sabem quem são, mas ainda há tempo para um despertar. Acorda!
 
Muitos pais, esposos, cabeças do lar estão se decepcionando porque não estão se posicionando como sacerdote. As infidelidades e o chamado “casamento aberto” estão em moda. Homens têm que ter compromisso e fidelidade!
 
Os pais (homens) não participam da vida espiritual do filho. Estão se calando. E por se calarem perdem sua característica e vão perdendo sua função.
 
O bispo também trabalhou a ideia do homem na igreja. As mulheres estão crescendo com força total, não que isso seja ruim, mas cadê os homens? Ele citou como exemplo o próprio congresso dizendo: “Esse congresso dos homens está em na sua sétima edição e o das mulheres está indo para a 13ª edição este ano. Os homens precisam aproximar-se mais das coisas de Deus. Eles estão deixando de ocupar o lugar natural que Deus os colocou. A mulher tem que ser tudo: mãe, organizadora do lar, provedora, sábia e mulher. E os homens cada vez mais na encolha. Uma pergunta é feita pelo bispo aos homens: “Essa tema está funcionando na sua vida?”
 
Diante do exposto acima, Robson falou ainda sobre o que foi colocado por Deus nas mãos do homem. A Terra foi colocada em nossas mãos (homens e mulheres), mas os homens não têm cumprido essa função. No jardim do Éden foi instruído ao homem cultivar e isto envolve: arar, plantar e colher e também inclui guardar, ou seja, cuidar daquilo que se planta. Muitos maridos têm jogado todo o fardo nas esposas. O trabalho fora de casa tem sido essencial e não mais opcional às mulheres. E isso tem sido influência para os filhos (citou passagem: 1Pe 3.7).
 
Deus criou o homem para ser cabeça e bússola, mas na atualidade há uma ausência dessa realidade. 80% dos problemas das mulheres, segundo o bispo, são os maridos. Que vão buscar nos gabinetes pastorais o ouvido que está faltando em casa. O emocional das mulheres vem sendo agredido porque os homens não estão cuidando bem da parte mais frágil. Isso tem levado cada vez mais, mulheres a procurarem: psicólogos, analistas e, no estado mais grave, a um psiquiatra. “Ser forte e Ser homem”, diz o bispo, inclui cuidar do emocional de sua esposa e também falar e trazer coisas benéficas a sua família.
 
Bp. Robson, acrescentou ao tema a questão sexual. O livro de Cantares 4.16, diz que a mulher é o jardim de seu marido. Ser homem é cuidar deste jardim. O emocional é a chave para você entrar neste lugar e colher os frutos de Deus pra você homem. Cuide bem do seu jardim, porque quando ele der frutos, o primeiro a ganhar será você.
 
E o bispo encerrou sua palestra dizendo que o homem precisa ser o que Deus nos chamou para ser: “Homem e Forte”.
 
Palestra Mss. Dagnaldo Gomes
 
Durante o intervalo do almoço, aconteceu uma palestra conduzida pelo missionário Dagnaldo Gomes. Ele iniciou falando de suas recentes experiências no Egito e ainda compartilhou a seguinte frase: “Deus conta com nós homens, para cumprir os seus sonhos. Mesmo sendo fracos, o Senhor é a nossa força!”
 
Ele citou que suas maiores dificuldade ao chegar ao Egito foram: a cultura, o idioma e a comida. No início mesmo sendo homem, era como criança, pois precisou aprender tudo naquele lugar.
 
O trabalho começou com 3 pessoas e atualmente são quase 70, sendo todos muçulmanos. Todos viveram e ainda vivem sendo perseguidos ao pregar o evangelho ali. Contou também que eles aprendem a viver no perigo para evangelizar. O evangelho para eles tem outro sentido: razão das tribulações, das prisões, perseguições e a esperança eterna em Jesus Cristo. Distingue-se em muito do que vemos por aqui no Brasil, observando aqueles que pregam a teologia da prosperidade, soluções mágicas para seus problemas, entre outros desvios do real e puro evangelho de Cristo.
 
O missionário abordou o tema no contexto bíblico dizendo que Davi serve de exemplo do que fazer e do que não fazer. Ele reinou por 40 anos e em 40 anos Israel viveu em guerra. Davi resolvia tudo na base da espada. Mas, Davi não era um bom pai. Temos que seguir nosso modelo que é Cristo. Nosso problema não é a falta de pregação da Palavra e sim viver de acordo com a mesma.
 
Antes de encerrar sua participação o missionário fez um alerta aos homens: “Cuidado com o primeiro passo, ao dar permissões e firmar alianças!”
 
Palestra Bp. Francisco Martins
 
Com o tema “Deus tem saudade de você” o bispo iniciou sua palestra de forma descontraída e leu a passagem de Jr 2.2: “ Lembro-me de ti, da tua afeição quando eras jovem, e do teu amor quando noiva, e de como me seguias no deserto.”
 
Antes de entrar no tema da mensagem, Francisco falou sobre avivamento. Segundo ele, no meio evangélico ouve-se muito a respeito deste assunto. Fez as seguintes perguntas: “Qual é o avivamento na igreja? Seria no louvor? Num evangelismo mais ousado? Uma palavra mais impactante?”
 
Mercantilismo da fé, segundo sua opinião. Em que o Senhor tornou-se uma fada madrinha, um gênio da lâmpada realizando sonhos utópicos. Sucesso na vida, vida espiritual sem essência, são os fariseus de hoje. Considerou também que em muitos lugares o avivamento é um movimento religioso que precisa dos desgraçados, ou seja, pessoas necessitadas para promoverem cultos de libertação.
 
Precisamos de um avivamento ético, da boa conduta e compromisso com Deus, afirmou o bispo. Basta de espiritualidade, loucos, devoradores de fé genuína. Precisamos pregar a Palavra com nosso testemunho, pois o mundo precisa de uma igreja com caráter íntegro. Avivamento que arde nos corações, avivamento de unção e do brilho no rosto. Mas, para que aconteça esse avivamento, precisamos voltar para Deus.
 
Então voltando-se para o contexto bíblico, o bispo disse que Deus sente saudade dos tempos áureos da afeição do seu povo por Ele. Afeição é amizade, é carinho, apelo sincero. O coração de Deus se move por nós. Deus tem saudade de quando o teu coração era todo dele. Quanto o teu louvor era sincero.
 
Em um apelo, Franciso, diz aos participantes do congresso: “Pare um pouco, tenha a proporção da sua alma! Não deixe que a chama do primeiro amor apague em você. Talvez continuemos firmes nas doutrinas, mas perdermos o encanto da graça de Deus. Quantos homens hoje secos? Quantos líderes secos? O conhecimento foi adquirido com o tempo, mas o carinho e o amor se perderam...” “...em segundo lugar, Deus sente saudade dos tempos do primeiro amor com Ele.”.
 
Afirmou também que talvez o compromisso da igreja seja externo. Tudo continua acontecendo, mas Deus não está mais no coração. Uma coisa é conhecer a casa de Deus, outra é conhecer ao próprio Deus. A presença na igreja se tornou comum. Queremos avivamento? Mas como? Se a formalidade e a religião dominam.
 
Reforçando o tema, Francisco disse que Deus sente saudade daquele tempo em que você tinha comunhão com Ele. Deus se lembra de você como noiva. A alegria de estar na assembleia dos santos e buscar a presença de Deus era seu maior prazer. Temos que ter comunhão com Deus não pelo que pode fazer, no sentido de benefícios, mas por que é Deus.
 
Por último, o bispo também disse que Deus sente saudade daquele tempo em que passávamos o deserto com Ele. Andar com Deus era aventura, era inteira confiabilidade. No cuidado, no livramento e na provisão. A cada dia, tempo de dependência com Deus. O fato certo e convicto é que Ele é o nosso pastor e nada nos faltará. E ele encerrou dizendo que temos nomes, cargos, responsabilidade, mas Deus ainda sente falta de nós. E você tem saudade de Deus? O avivamento virá quando voltarmos para Deus. Voltar para Deus independente do que vão dizer. É preciso ser homem para voltar ao início. É preciso ser Forte, ser Homem para voltar!
 
Palestra Bp. Tito Oscar
 
A última palestra do congresso foi com o bispo Tito Oscar. Em sua apresentação inicial disse que nem precisaria mais pregar por que tudo que acontecerá antes já estava de bom agrado. Citou ainda a seguinte frase: “Não é o que se ouve que muda a sua vida, mas sim o que você faz depois de ouvir.” Iniciou sua palestra com o tema “Onde está você?” refletindo os pesamentos de saudade da igreja antiga e do tempo de oração nas igrejas. Utilizou como texto inicial a passagem de Gn 3.9.
 
Tito, afirmou que tem horas na vida da gente que a melhor coisa é se esconder. Se afastar de tudo e de todos. Aquietar o coração e buscar somente a Deus. Porém, muitas das vezes nos afastamos para fugir, para não enfrentar o problema ou até mesmo enfrentar Deus. Agir assim não vai ajudar nada. Não vai colaborar. Um dia Deus procurou Adão e não encontrou porque havia pecado.
 
O bispo então abordou a ideia do espiritual como resposta a pergunta tema: “Onde está você?” E talvez por esta razão Adão tivesse se escondido quando Deus lhe procurou no jardim. Disse aos presentes: “Talvez estejamos aqui neste congresso fisicamente, mas não estamos espiritualmente atrás de uma árvore”.
 
Mais uma pergunta é feita aos homens: “O que passou na mente de Adão ao ouvir a voz de Deus chamando seu nome?” Não há nada que possamos esconder de Deus. Deus estava buscando o Adão que havia pecado. Deus estava à procura de um Adão que tinha se escondido. E, atualmente, Ele continua a procurar pelo homem que fez, a sua imagem e semelhança.
 
É importante também que nós nos encontremos, acrescentou o bispo. Precisamos ser Fortes e ser Homens para enfrentarmos nossos desafios. Deus está nos chamando a uma posição nova. Ao encerrar, Tito faz a seguinte afirmação: “Quando Deus te procurar, que você possa ser como Isaías e dizer: eis-me aqui Senhor.”
 
No encerramento do evento os bispos fizeram orações para que todos saíssem dali alinhados com o tema: “Seja Forte, Seja Homem”. Por final mais louvores foram entoados!

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Novidades

14/02/2017 18:00
Segue abaixo o cartaz do Congresso de Homens 2017 (caso deseje baixá-lo em PDF, clique aqui)
11/01/2017 09:12
Estão abertas as inscrições às 40 vagas do Curso de Formação Ministerial (limitadas ao sexo...
10/11/2016 11:44
Relatório da reunião do Conselho em 08/11/2016 Após o período de louvor, o Bp. Miguel Incutto...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Fotos

Agradecemos à equipe do antigo portal pela redação dos textos e tomada das fotos deste evento.