Encontro Nacional de Diáconos 2010

Igreja de Nova Vida de Caxias
25 de setembro de 2010.
Tema: "A vocação não pode esfriar"
Aconteceu no dia 25 de setembro de 2010, na igreja Nova Vida de Caxias, o 5º Encontro Nacional de Diáconos. Mais de 600 pessoas estiveram presentes para ouvir sobre o chamado de Deus e sua responsabilidade.
 
As palestras foram ministradas pelos bispos: Tito Oscar, Jorcelino Queiroz, Francisco Martins e Miguel Incutto.
 
O tema central do encontro foi “A vocação não pode esfriar”.
 
O chamado cristão é uma responsabilidade muito grande, está acima de cargos e posições na igreja e precisa ser confirmado por Deus, e assim sendo, seguido com fervor, vontade e acima de tudo com amor pela obra.
 
Usando o texto base de (Jo 15:16), afirmou que: “O tempo pode gerar esfriamento em nossa vida espiritual, assim como em nossa vida secular. O objetivo do congresso é trazer uma palavra motivadora sobre os diáconos, soprando sobre a brasa do Espírito Santo”. Nesse momento citou algo simples e marcante. Deu o exemplo de um pedaço de brasa que estava destacado dos demais e por isso estava se apagando, quando alguém o colocou no meio dos outros brasas ardentes, esse pedaço que estava quase apagado se tornou uma brasa forte novamente. Assim devemos agir quando estamos esfriando, nos aproximarmos dos irmãos que estão cheios do fogo do Espírito Santo, para que o amor de Deus e o amor pela sua obra reacenda-se em nós.
Seguindo o bispo nos deu o exemplo de Neemias usando o texto (Ne 4:6), que motivou o povo na reconstrução dos muros de Jerusalém. Ainda comentou sobre Paulo quando falou sobre dedicação, pois Paulo mesmo quando perseguia os cristãos, o fazia com excelência. E depois de convertido, quando enfrentou uma grande tempestade disse a todos para terem ânimo no Senhor. Neste momento frisou a importância do ânimo no chamado cristão, principalmente no diaconato. E deixou alguns exemplos de Paulo para serem seguidos, como ter propósito e missão definidos.O diácono tem que ser, um promotor da fé, alguém que apoie seu pastor. No término de sua palestra citou ainda a exortação de Moisés, que no final de sua vida não pôde entrar na terra prometida, e diante dessa notícia trouxe uma palavra de motivação ao povo: “Sede fortes e corajosos”. Com este exemplo vemos a importância de animar e encorajar nossos irmãos diante das dificuldades.
 
Na sequência o Bispo Jorcelino Queiroz trouxe uma palavra edificante para os diáconos presentes, com o tema “O que fazer para que a chama não se apague”, usando o texto base de (Rm 12: 1-2). Explicou que todas as culturas prestam culto a objetos, animais , pessoas ou outras coisas. Isso demonstra que todo ser humano tem necessidade de cultuar. Salientou que antes de sermos chamados para realizarmos o serviço na casa de Deus, somos chamados para cultuar a Deus. Abordou casos de diáconos que levam seu ministério como uma obrigação, e que os mesmos devem entender que o trabalho feito na casa de Deus deve ser realizado com amor. Nos fez entender que o chamado cristão não se dá por homens, pois o nosso culto não é para pastores ou membros, mas sim para Deus. Ao término de sua palestra deixou a todos uma palavra de reflexão: “quando entregamos o nosso corpo como sacrifício vivo a cultuar a Deus, então somos cheios daquilo que o mundo não pode nos oferecer”.
Durante a parada para o almoço, os bispos Miguel, Jorcelino e Francisco, responderam perguntas feitas pelos participantes do encontro, que tiraram dúvidas sobre ministério, denominação, política, entre outros.
 
Após o almoço, Bispo Francisco Martins trouxe uma palavra de exortação para os presentes, com o tema “Reanimação”, usando como texto base da mensagem (1 Sm 30:1-9 e 17-20). Citou que muitos estão servindo como diáconos apenas pelo título, mas a sua vida não condiz com o função recebido. Nos deixou claro que é natural ficar desanimado, mas não é normal permanecer em uma fonte de desânimo. Davi encontrava-se em uma situação de aperto com sua cidade queimada e saqueado seus bens, mulheres e filhos, porém, a palavra diz que Davi reanimou-se no Senhor seu Deus. Esse texto trouxe reflexão sobre o que faríamos em uma situação como esta. O que fazer nas horas de angústia? O que fazer quando os filhos estão nas drogas? E quando o casamento não vai bem? Vamos desanimar e murmurar, ou vamos fazer como Davi que reanimou-se no Senhor?
O bispo também usou exemplos em que o próprio Cristo disse: ”Tende bom ânimo”, como nos casos do paralítico em Cafarnaum e a mulher do fluxo de sangue.
 
É importante que coloquemos diante de Deus as causas de nosso desânimo, clamando para que Ele nos reanime. No contexto geral dessa palestra percebemos a importância em buscar no Senhor a fonte de ânimo para nossa vida e ministério.

Newsletter

Assine a nossa newsletter:

Novidades

05/12/2017 16:51
INSCRIÇÕES PARA A ACADEMIA MISSIONÁRIA 2018   Faça aqui a sua inscrição. Agende sua entrevista...
27/11/2017 19:59
 Clique aqui  para baixar o comunicado oficial sobre a nova logomarca da Igreja de Nova...
23/05/2017 12:24
Você já pode baixar a sua, preenchê-la e entregá-la pessoalmente ou pelo e-mail...
1 | 2 | 3 | 4 | 5 >>

Agradecemos à equipe do antigo portal pela redação dos textos e tomada das fotos deste evento.

Fotos